sábado, 30 de junho de 2018

Palavra do Fundador

  

“Fazei o que Ele vos disser”
 
Palavra da Liturgia – Jo 2, 1 – 11

Neste final de semana celebremos a alegria que existe em fazer a vontade de Deus em nossa vida! Embora neste Ano C a Liturgia proclame o evangelho segundo Lucas, o 2º Domingo do Tempo Comum apresenta uma passagem do Evangelho de São João: o primeiro sinal de Jesus, realizado nas Bodas de Caná como ressonância ainda dos mistérios da manifestação, comemorados no ciclo de Natal.

No início desta passagem o evangelho de João cita a celebração das bodas em Caná da Galiléia e cita em primeiro destaque a presença de Maria, mãe de Jesus. Depois só no segundo versículo cita os convidados: Jesus e seus discípulos. João antecipa na realidade quem será a protagonista desta história. Quando João cita dando ênfase primeiramente a presença de Maria não quis em momento algum colocar a Mãe de Jesus no lugar de Deus. Mas por ter vivido e convivido com Nossa Senhora (segundo a tradição, foi João que a acolheu em sua casa após a morte de Jesus) é que fez com que entendesse a importância de Maria na comunidade.

Diz a Palavra que faltou vinho na festa! O vinho era um dos sinais mais importantes na festa de um casamento, faltá-lo seria um escândalo e uma vergonha para a família e os noivos. Maria então preocupada, toma a iniciativa e intercede, faz a mediação entre os noivos e Jesus, dizendo:

“Eles já não têm vinho”.

A pergunta e a afirmação que Jesus faz a sua mãe demonstram ao mesmo tempo a participação de Maria na comunidade e sua influência na vida de Jesus:

“Mulher, isso compete a nós? Minha hora ainda não chegou”.

Jesus coloca Maria também corresponsável pela comunidade ao dizer “nós” e deixa claro que a força da “mulher” Maria o faz tomar uma decisão que ainda não estava em sua devida hora. É o papel de Nossa Senhora, esta figura singela e forte, que traz em suas ações e preocupações a força e característica da mulher que se preocupa e é sensível a situação ao redor. Maria intercede diante de Deus para que nunca falte a felicidade (vinho) em nossas vidas. Se ela que viveu tão plenamente o amor a Deus em sua vida não for digna de orar por nós, não serei eu mais digno que ela para orar por alguém. Mas Maria sabe qual é a sua posição e o seu papel na história da salvação. Ela não quer ser mais que Deus, é simples e santa. Seu coração de mãe é acima de tudo filial e dócil à vontade e à compreensão da vontade e do poder de Deus Pai em sua vida. Através da sua intercessão, Jesus realizou o primeiro milagre da sua vida.

A frase central desta passagem é a palavra que Maria disse aos serventes da festa, que resume todo o desejo que contém no coração da Mãe do Céu para nós, os seus filhos amados. Se fôssemos perguntar a Maria o que mais agrada seu coração, ela diria o que disse aos serventes:

“Fazei o que ele vos disser”. De protagonista ela se retira da cena para que Jesus seja o centro.

É o que Maria deseja a todos que imploram pela sua intercessão e pelos que a procuram na oração. Quem busca a Mãe encontra-se com o Filho! Quem olha pra Mãe e pra sua vida e sua fé sabe que Jesus é Maior, é Soberano, é Amor! Ninguém como Maria rendeu-se tanto a este Amor! Ninguém como Maria foi tão vazia de si mesma e ao mesmo tempo tão cheia de Deus.

A Leitura continua dizendo que havia ali seis talhas de pedra e Jesus pediu que as enchessem de água e abençoando-as transformou as águas em vinho. O melhor vinho da festa! Todos se surpreenderam com a qualidade do vinho e elogiaram! Pronto! A Festa terminou acima do esperado! É a nossa vida nesta palavra:

Seis é um número imperfeito na bíblia, Jesus é a sétima jarra. Sete na bíblia representa a perfeição e a totalidade. Quando Jesus é centro da nossa vida, do nosso casamento, de nossas decisões, de nossos relacionamentos, de nosso trabalho, de nossa família; com certeza estaremos sempre bebendo do melhor vinho que é a felicidade verdadeira que só Jesus pode nos oferecer. Jesus é o banquete da vida e da felicidade e quer desposar toda a humanidade para celebrar as núpcias.

Esta comunhão de vida, de amor, de felicidade experimentada na comunidade é obra do Espírito Santo (o vinho representa também o Espírito Santo na Bíblia). Transformar é dar nova forma. Só aprende aquele que quer mudar. Não posso mudar uma realidade para melhor se antes não me permito transformar em alguém melhor. É preciso ter a coragem de mudar muito para ser você mesmo. Comumente esperamos sempre que os outros mudem. Não poderá haver progresso se não houver crescimento e mudanças. E quando não há mudanças sempre existirão ilusões e decepções. Quando me falta coragem, eu mudo de lugar, das pessoas... Mas continuo sendo o que não sou. Se o meu interior não estiver bem, o exterior nunca estará. Para transformar uma vida pouca coisa basta. Assim como Jesus transformou a água em vinho, assim o amor e o acolhimento pode transformar uma vida. Você pode se surpreender com o milagre da transformação. Quando se trata de amar, a mudança é sempre para melhor.

Com que personagem desta história eu poderia me identificar? Com Jesus? Maria? Apóstolos? Os noivos? Os serventes? Os convidados?...

Penso que devo me identificar com as jarras vazias. O processo de aprendizagem é um constante esvaziar e aprender. A exemplo das jarras vazias, devo me esvaziar diante de Deus e do seu grande mistério de amor. Posicionar-me não como dono de si mesmo e nem cheio das minhas verdades, com conhecimento pronto, imutável e solidificado. Para que Jesus possa transformar meu interior, devo me esvaziar para ser transformado em uma criatura nova, só assim serei uma pessoa feliz. Caminhar em Deus e experimentar suas maravilhas é um aprendizado onde me torno um eterno aprendiz.

Para ser de Deus é preciso esvaziar-se de tudo a fim de ser preenchido pelo Seu grande amor. O amor é o recipiente do conhecimento. O amor é Deus. Quanto maior for o conhecimento que adquiro, maior deverá ser meu amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Estrada Municipal do Varjão, 1641 - Jardim Novo Horizonte
Jundiaí- SP

E-mail: escritorio@comunidadebompastor.com.br
Telefone: 11 4582-4163

Estamos no facebook

Receba novidades no seu e-mail

Mais lidos da semana